Mensagem da Presidente

Mensagem de início de mandato

Olá, eu sou a Isabel.

Sou a Presidente da “Chama”, o que me deixa muito feliz e honrada.

Penso ter reunido uma equipa empenhada e motivada para a tarefa de dar novo alento à “Chama”.

Esta é a minha mensagem para todos os que me são queridos: sócios da Chama, membros do rancho, amigos desta associação ou apenas são-roquenses.

Quando me disponibilizei para dirigir esta associação, não foi por achar que faria melhor do que quem esteve antes de mim ou de quem virá depois de mim. Quero até deixar aqui a minha homenagem e o meu agradecimento a todas as direções anteriores. O que me levou a disponibilizar para dirigir esta associação foi a certeza de que eu e os que comigo também se disponibilizaram, daremos o nosso melhor para que a “Chama” continue a arder com o grande brilho que teve, tem e continuará a ter.

“A CHAMA CHAMA-TE” é o nosso “slogan”.

Chamamos os sócios que tem estado mais presentes, os que por vários motivos tem estado mais afastados, chamamos novos sócios, chamamos os nossos amigos e os que queiram vir a ser, para nos ajudar na tarefa de reacender “A Chama”.

Temos uma história de dezoito anos de que nos podemos orgulhar e que é também motivo de orgulho para a freguesia. Queremos continuá-la.

O Rancho tem sido um baluarte desta nossa associação. Queremos que continue a levar o nosso nome bem longe; pretendemos voltar a dinamizar os cavaquinhos, que tantos bons momentos nos proporcionaram. Não nos esquecemos dos mais novos. Uma associação só irá longe se tiver a capacidade de se renovar. Vamos por isso dinamizar atividades para eles: a começar pela organização do campo férias deste verão em parceria com a Junta de Freguesia. E queremos também novos elementos no rancho e nos cavaquinhos. Que os mais velhos tenham a quem passar os seus conhecimentos.

Pretendemos abrir a nossa biblioteca ao público: é uma pena que o espólio bibliográfico que temos não seja utilizado. Os livros de nada servem se não forem lidos. Pretendemos associar à biblioteca a possibilidade de acesso à internet.

É também importante preservar a história, e a que temos já é bastante para justificar um museu que todos possam ver.

Um grupo de teatro da Chama: outro desafio a que nos propomos.

Para que tudo isto seja possível é necessária a vossa ajuda, as vossas ideias, a vossa participação. Com a ajuda de todos seremos mais fortes e teremos mais “Chama”.

Não me vou alongar mais: terei outras oportunidades ao longo destes três anos em que estaremos sempre ao vosso dispor.

Espero por todos vós.

Uma vez mais repito o nosso “slogan”:

A CHAMA CHAMA-TE (até nós)

Somos um por todos e todos por um.

A PRESIDENTE,

ISABEL COSTA

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.